Feeds:
Posts
Comentários

Archive for the ‘Passeios’ Category

TartarugaOntem, depois de mais de um ano, voltei a mergulhar. E o destino foi a Laje de Santos, um dos melhores pontos de mergulho de São Paulo. A Laje fica a 1 hora e meia de navegação em direção ao mar aberto, e é uma formação rochosa de aproximadamente 550m de comprimento, com uma fauna muito diversificada e um azul cristalino.

Fui com alguns mergulhadores do Grupo de Mergulho Planeta Oceano, que é o grupo com o qual eu fiz o curso, e entre eles estavam o André, New, Flávio, Tartaruga, Walter, Jeffrey e Zé. Fomos no barco Nautilus II, apropriado para saídas de mergulho, comandado pelo experiente Armando.

O dia estava agradável e saímos da marina ás 8:00, às vezes golfinhos e até tubarão nadam ao lado do barco no caminho para a Laje, mas dessa vez não tivemos essa sorte.

Fizemos dois mergulhos de, mais ou menos, 1 hora cada um e nos deparamos com muita vida marinha. Descemos a uma profundidade máxima de 13 metros e a visibilidade estava por volta dos 15 metros. Abaixo dos 13 metros a água estava muito fria e a visibilidade caia. O ponto alto foi mergulhar ao lado de uma bela tartaruga marinha, que nadava tranquila e imponente, desfilando a nossa frente.

O mergulho é uma atividade muito prazerosa, que nos faz entrar em contato direto com a natureza e com nós mesmos. Mergulhamos naquela imensidão azul, cheio de vidas e cores, aquela paz onde se ouve apenas as bolhas da sua respiração, ficamos apenas com nossos pensamentos, admirando a beleza que nos cerca. É uma atividade de companheirismo, em que cada mergulhador é responsável pelos outros e cada um depende do outro. É uma atividade de consciência, em que não devemos agredir o meio ambiente, nem as vidas que lá se encontram, e devemos preservar a natureza.

Se tiverem oportunidade façam mergulho, entrem em contato com esse mundo submarino e embarque nessa viagem ao mundo azul!

Vocês não vão se arrepender! 😉

Anúncios

Read Full Post »

Jockey Club de São Paulo

Jockey

Um dia desses fiz um passeio diferente e muito divertido.

Eu fui ao Jockey Club de São Paulo apostar em cavalos!

Estava meio perdido, sem saber o que fazer, quando passei em frente ao Jockey e resolvi parar. Entrei com aquela cara de “onde estou?” e logo um senhor muito simpático veio falar comigo. Ele me perguntou se era a primeira vez (acho que estava escrito na minha testa) e me deu uma explicação geral de como funcionavam os páreos. Recebi também um folheto com todos os dados dos páreos do dia, como o horário, a distância, os cavalos, os jockeys, os treinadores, etc.

Então lá fui eu para o meu primeiro páreo…

Cada páreo correm no máximo 10 cavalos, então primeiro vi os dados que estavam no folheto, como peso dos cavalos, idade, se eles tiveram algum problema de saúde, etc, depois os cavalos desfilaram para poder conhecê-los, e logo em seguida vieram os joqueys e montaram nos seus respectivos cavalos. Enquanto eles se dirigiam para a largada eu fui fazer as apostas, e após uma profunda análise dos cavalos escolhi aqueles que tinham os nomes mais bonitos!!! 😀

Existem diversos tipos de apostas, as duas mais comuns são a aposta no vencedor, em que você ganha apenas se o seu cavalo chegar em primeiro, e a chamada place (que não é “lugar” em inglês, eles falam placê mesmo) que você ganha se o seu cavalo chegar em primeiro ou em segundo. É claro que a aposta no vencedor paga mais do que a place.

E pra começar fiz duas apostas place com a enorme quantia de R$2,00! A aposta mínima é R$1,00, que é uma quantia simbólica e que vale pela brincadeira.

E lá fui eu torcer pelos meus cavalos. Então tocou a corneta que eu só tinha ouvido em filmes e foi dada a largada! A disputa foi apertada, e lá vêm eles, cabeça com cabeça, e cruuuuza a linha de chegada! E aí ganhei???? Não…. 😦 Um dos cavalos chegou em terceiro e o outro foi um dos últimos! rsssssss Manja tudo!

E não é que gostei da brincadeira? Participei de mais dois páreos apostando sempre R$2,00 e em um deles eu ganhei!!! 😀 Quase fiquei rico, ganhei 80 centavos!! Então a contabilidade ficou assim: eu apostei ao todo R$6,00, e ganhei R$2,80. 😦

Além das apostas que são super divertidas, o lugar é bem agradável. É permitido levar crianças e tem um espaço para elas brincarem. Lá dentro também tem alguns bares, um deles, o Cânter Bar, é muito gostoso, além de ter uma caipirinha de sakê excelente!

Está aí um programa para fazer com a família, com os amigos ou com a namorada!

Só cuidado para não viciarem! 😀

Read Full Post »